14 de janeiro de 2014

Três - Não choro por ele

-Zac? O que você está fazendo aqui?- perguntei com os olhos arregalados, mas muito feliz por dentro.

-Eu respondo tudo o que você quiser, mas, me deixa entrar? Tô quase congelando aqui fora. - ele disse tremendo de frio.

-Claro, entra. - eu o puxei para dentro da sala, que só estava clara por causa da lareira. - Espere um minuto.

Corri até o quarto e peguei algumas toalhas para secá-lo.

-Você vai pegar uma baita duma gripe. - eu disse enquanto o enxugava.  Nem fechei a boca direito e ele logo espirrou. Maldita seja a minha boca. – Você não pode ficar com essas roupas, estão encharcadas. Eu... Vou ver se tem algo que te sirva... Lá em cima.

Voltei até o quarto já sabendo que não teria nada que serviria nele. Peguei outra toalha seca e alguns cobertores e desci.

-Olha, não tenho nada aqui que te sirva. Enrole essa tolha na sua cintura e depois se enrole nesses cobertores. Eles irão te aquecer. Mas primeiro, vá tomar um banho quente.

Ele nada disse apenas foi para o banheiro e logo ouvi o barulho do chuveiro ligado. Voltei novamente para o quarto e arrumei a cama para que ele pudesse se deitar. Fiquei o esperando por longos dez minutos e ouvi ele me gritar.

-Estou aqui no quarto!- gritei para ele.

Ele logo entrou no quarto com a toalha na cintura. Ele estava com o cabelo molhado, o deixando sexy demais. Seu peitoral estava à mostra, o que me deixou sem ar.

- Deite-se aqui. Você precisa se aquecer.

Ele deitou na cama e eu logo tratei de o cobriu até o pescoço com uns três cobertores.  Depois fiquei o olhando atentamente, sem saber o que fazer.

-Er... Por que você está aqui?- perguntei um pouco sem graça.

-Por você!- ele respondeu sorrindo pra mim.

-Por mim? Mas... Por quê?- eu estava completamente confusa, mas ao mesmo tempo feliz por ter ele tão perto de mim.

-Vanessa, eu te disse a três anos que eu sempre estaria aqui para você. E já sei o que o Austin te fez e suponho que você não esteja bem. E bom, eu sei que você morre de medo de tempestades.

-Zac... Eu... - eu não sabia o que dizer. Sem ao menos perceber, comecei a chorar novamente e logo o senti me abraçando.

Quanta falta eu senti desses braços. Zac tinha o poder de tirar qualquer medo e insegurança existente em mim. Seu abraço era aconchegante e acolhedor. Seu cheiro suave tranquilizava minha alma e seu calor aquecia o meu coração.

-Não chora Baby V. Esse cara não merece suas lágrimas. - ele afagava meus cabelos.

-Não choro por ele, Zac. E sim por ter sido tão burra ao terminar meu namoro com você.  Se eu não tivesse acabado com tudo, tenho certeza que hoje estaríamos felizes e eu não me sentiria um lixo, assim como eu me sinto agora.

O Zac me soltou e tirou as cobertas de cima de si, e logo me colocou em seu colo, nos cobrindo em seguida.

-Se você quiser, ainda podemos ser muito felizes juntos. – ele sussurrou em meu ouvido, me fazendo estremecer.


Ao ouvir o que ele disse, senti meu sangue congelar e meu coração parar de bater.

4 comentários:

  1. AAAAAH NAO PARAAAAAAAAAAA! VC ME DEIXA MTO PUTA COM ISSO! PQ NA MELHOR PARTE?? E PQ TAO PEQUENO?? >=(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk Juliezinha do meu coração você é louca,cê sabe né???
      kkkkk,olha a boca hein??? brinks =p
      obrigada pelo comentário,kisses

      Excluir
  2. Amei os capítulos Rafa, esse é o anterior.
    E concordo com a Julie, você tinha que parar na melhor parte?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs,eu sou mazinha né????kkk
      obrigada pelo comentário flor,kisses

      Excluir

Hi girls,deixem aqui suas opiniões!!!kisses